Como usar Bandas de Bollinger?

Bandas de Bollinger é um indicador de volatilidade formado por 2 Médias Móveis. Bastante útil para antecipar níveis de preço, topos e fundos e mostrar caso uma ação ou contrato tenha se valorizado ou desvalorizado demais, as bandas podem ser usadas na automatização de investimentos.

No post de hoje, fizemos um apanhado sobre o que é preciso saber das Bandas de Bollinger para usá-las corretamente nas operações Day Trade e também em um robô investidor.

Cruzamento do preço com as Bandas

Preço acima/abaixo das Bandas

Entendendo as Bandas de Bollinger

As Bandas de Bollinger, ou Bollinger Bands, são derivadas das Médias Móveis já que estas apontam que, apesar das movimentações, o preço tende a voltar sempre para uma zona de equilíbrio. Foi daí que John Bollinger criou este indicador, que consiste em duas linhas, uma sempre acima do preço e a outra sempre abaixo, traçadas a uma certa distância de uma Média Móvel.

bandas-de-bollinger

Apesar da semelhança com “indicadores envelope”, as Bandas se destacam, justamente, por corrigirem o principal erro deles, que é limitar movimentações maiores na volatilidade. As Bandas de Bollinger otimizam o valor do desvio padrão, que é quanto o preço da ação pode variar.

A fórmula do cálculo das Bandas consiste em:

Banda Superior = Média Móvel Simples (20 dias) + (2 x Desvio Padrão de 20 dias)

Banda Inferior = Média Móvel Simples (20 dias) – (2 x Desvio Padrão de 20 dias)

Observação: O valor da Média Móvel costuma ser um período de 20 dias, mas isso pode ser alterado conforme a intensidade do desvio padrão. Esta é uma recomendação do próprio Bollinger, criador deste indicador. Do mesmo modo, o desvio padrão pode ser levemente alterado de acordo com o número de períodos.

Como usar as Bandas de Bollinger?

Interpretar corretamente e aproveitar os melhores sinais são atitudes essenciais para usar as Bandas. O indicador pode apontar os seguintes sinais ligados à volatilidade:

Movimentos Fortes

Quando o canal formado pelas bandas se estreita significa que há um equilíbrio entre demanda e oferta e, após esse momento, existem grandes chances de acontecer uma tendência forte, de alta ou de baixa. Por este tipo de sinal é que o indicador é conhecido por ser antecipador de tendências.

estreitamento-bandas-de-bollinger

Estreitamento progressivo das Bandas de Bollinger

Tendência

Quando o preço do ativo (seja uma ação, opção ou contrato) ultrapassa a banda superior ou a inferior existe uma interpretação que diz que haverá continuação do movimento. Mas como as Bandas de Bollinger representam  força, podemos supor que ao extrapolar o preço maior é um sinal de força e quando ultrapassa a banda inferior nota-se fraqueza da tendência.

preco-ultrapassando-bandas-bollinger

Além disso, as bandas identificam com clareza fundos em W, que indicam tendência de baixa, e topos em M, que indicam alta dos preços.

As Bandas de Bollinger é um indicador que funciona bem para mercados com forte tendências. Isto significa que se forem usadas para um ativo que foge disso, ele pode não ser tão útil.

Estratégias de Investimento automatizadas baseadas nas Bandas de Bollinger

A SmarttBot oferece 2 estratégias (robôs investidores) com o indicador Bandas de Bollinger em que o investidor deve configurar alguns parâmetros:

  • Números de períodos: representa o número de candles a serem observados para gerar o resultado do Cálculo da Banda para que o indicador seja plotado no gráfico.
  • Multiplicador do desvio: número de desvio padrão para que as bandas superior e inferior sejam posicionadas. Quanto maior esse número, maior será também a amplitude do canal e, por consequência, menor será a quantidade de trades.
  • Stops: representa o momento de saída, que pode se dar por um sinal indicado pelas Bandas de Bollinger ou não. Também pode ser o alvo de ganho que, após alcançado, gera a saída da operação para garantir o lucro.

Além destes dados, é preciso que o trader escolha o sentido da operação (comprado, vendido ou ambos) e a quantidade de ordens emitidas por cada compra ou venda, sejam contratos, opções ou ações, para finalizar a configuração de sua estratégia.

Confira a seguir o detalhamento das estratégias e como você pode operar com elas.

1. Cruzamento do preço com as Bandas

Ao escolher esta estratégia, você vai utilizar o cruzamento das Bandas de Bollinger como critério de entrada. Haverá compra quando o fechamento do candle cruzar de baixo para cima a banda inferior e haverá venda quando o fechamento do candle cruza de cima para baixo a banda superior.

A imagem abaixo ilustra um robô investidor que fez uma compra onde a seta verde está. Ocorreu uma compra naquele local porque houve um cruzamento no preço de fechamento do candle vermelho e no candle seguinte, a operação acontece.

compra-e-venda-nas-bandas

O preço cruzou a banda inferior e isto acionou uma compra.

2. Preço acima/abaixo das Bandas

Esta estratégia é usada para indicar sinais de contra tendência, útil para aproveitar reversões ao fazer trades. Quando o preço está abaixo da banda inferior, em queda constante, o investidor acredita que, em breve, vai ocorrer uma reversão no mercado, então ele compra. Do mesmo modo, quando o preço está acima da banda superior, o investidor acredita que o mercado já saturou, então vende.

 

Nesta estratégia, as compras ocorrem quando o fechamento do candle está abaixo da banda inferior. As vendas acontecem quando o preço de fechamento do candle está acima da banda superior.

A diferença entre esta estratégia e a anterior é que, nesta segunda, o preço de fechamento não cruza a banda, apenas precisa estar acima ou abaixo dela, no sentido exigido, para que ocorra uma operação. 

Abaixo, veja o gráfico de um robô investidor que utiliza a estratégia com o  preço acima/abaixo das Bandas de Bollinger. Repare que o fechamento do candle anterior àquele que tem a indicação de operação (com setinha e valor), ultrapassou a banda mas não a cruzou.

preço acima/abaixo das bandas

As compras e vendas sempre vão ocorrer nos casos citados?

Em ambas as estratégias citadas, vale lembrar que compras e vendas só vão acontecer se os outros parâmetros permitirem essa ação. Pode ser que em um momento onde o sinal é de compra, o trader seja stopado porque configurou essa proteção em seu capital de acordo com o risco que esteve disposto a tolerar, por exemplo. Portanto, a estratégia possui parâmetros para que o investidor escolha exatamente quando comprar, vender, sair e entrar nas operações.

Para entender melhor sobre o assunto, recomendo o post Quando o robô faz uma operação?

Outras formas de uso do indicador

As Bandas de Bollinger também podem ser usadas como:

Critério de saída da operação

Além de utilizar stops para sair das operações, Bandas de Bollinger podem ser usadas como critérios de saída, afinal, indicam tendência e força, portanto, quando estas não estiverem favoráveis, o trader pode escolher sair da operação.

Para validar se as Bandas são a melhor opção para automatizar seus trades e ganhar o esperado, além de proteger seu capital, coloque 2 robôs iguais em modo simulado sendo que em um o critério de saída é as Bandas e, em outro, a saída deve se dar somente pelo valor do stop. Após algumas semanas de simulação, você conseguirá ver qual tipo de saída funciona melhor em sua estratégia.

Combinadas com outros indicadores

Por ser um indicador de volatilidade, as Bandas de Bollinger podem ser combinadas com indicadores de volume ou as Médias Móveis, caso mais comum. Para começar, utilize as Bandas combinadas com Médias Móveis Simples usando o mesmo valor para o cálculo dos períodos. Outra ideia é colocar o IFR para acompanhar a força do mercado e, então, confirmar as tendências apontadas pelas Bandas de Bollinger.

Cabe ressaltar que estas são sugestões para estudo e que estão disponíveis no plano Free e que para usar mais de um indicador como foi exemplificado, é preciso ser um assinante para ter acesso a estratégia Tangram que possui 5 indicadores.  

Quer automatizar seus trades ou simular com este indicador? Clique aqui para se cadastrar e escolha as Bandas de Bollinger ao criar seu robô.

Bons investimentos!

Co-founder & BizDev da SmarttBot. Apaixonado por investimentos, opera na bolsa desde 2007. Acredita no empreendedorismo e na tecnologia como forma de mudar o mundo. Fã de tudo que é "meio nerd".