O que é o gráfico de Heikin-Ashi e como ele pode ajudar no day trading

O gráfico de velas ou candles é um dos principais utilizados para a realização do day trading. Porém, é comum encontrar  profissionais que relatam dificuldades para interpretar suas informações. As barras vermelhas e verdes, intercaladas e em movimento, podem gerar confusão para saber se o ativo está subindo ou à beira de uma inversão de tendência. 

 

Heikin-Ashi é uma reformulação deste gráfico de velas, com o diferencial de filtrar o ruído presente nos preços e assim facilitar a detecção de uma tendência. Segue abaixo um resumo completo com tudo que precisa saber para usar Heikin-Ashi e ter melhores resultados em seus trades.

 

O que é Heikin-Ashi?

 

Ao traduzir da língua japonesa, Heikin-Ashi representa o ritmo médio dos preços. O conceito foi criado em 1700 por Munehisa Homma. No século XVIII, o comerciante idealizou que a partir das referências dos preços e seus períodos de compra há o resultado de uma média indicativa do mercado.

 

Hoje, Heikin-Ashi é considerado um método eficiente de filtrar o ruído presente nos preços e facilitar a identificação de tendências e reversões. Entretanto, antes de aprofundar o estudo do seu padrão de análise é importante entender por completo o gráfico de velas tradicional.

 

O que é o gráfico de velas?

 

Na escola aprendemos primeiramente o gráfico de linha, nos jornais e no trabalho vemos muito o gráfico de barras e o de pizza, mas no mercado financeiro, o que domina é gráfico de velas japonês. Ele é uma maneira simples de encapsular mais informações do que os mencionados anteriormente.

 

Legenda: Gráfico de velas (candlesticks) da PRIO3. Fonte: TradingView

 

O gráfico é composto por várias figuras chamadas de velas, que por sua vez são formadas pelo corpo e por suas sombras, representando o “OHLC” sigla para Open, High, Low e Close

 

Em relação a sombra, temos que no topo está o alcance máximo do preço e em sua base está o preço mínimo do ativo no período.

 

Já para o corpo, a base representa o início do período. O topo é a referência para o fechamento, no caso de um ativo em alta. Isto porque, em dias de queda, o trader verá o fechamento na base e a abertura no topo.

 

A grande diferença do Heikin-Ashi é tirar a média dessas informações ao invés de entregá-las de forma “crua” como no  gráfico de velas. Uma aparência mais suave também garante uma interpretação mais intuitiva, o que facilita a identificação de tendências e reversões.

 

Como é calculado o Heikin-Ashi?

 

Heikin-Ashi se calcula no mesmo formato do gráfico de velas. Porém, os corpos e as sombras funcionam com novos valores:

 

HAclose = (O0 + H0 + L0 + C0) / 4

HAopen = (HAopen-1 + HAclose-1) / 2

HAhigh = máx(H0, HAopen0, HAclose0)

HAlow = mín(L0, HAopen0, HAclose0)

 

Onde: O, H, L, C são a abertura, máxima, mínima e fechamento da vela no sistema normal (open, high, low, close, respectivamente); HAopen, HAhigh, HAlow, HAclose são abertura, máxima, mínima e fechamento da vela Heikin-Ashi; e os números subscritos “0” ou “-1” são referentes ao período atual ou à vela anterior, respectivamente.

 

Para a primeira vela Heikin-Ashi, use os valores das últimas velas “normais”. Sendo assim:

 

  1. Calcule o HAclose do OHLC a partir dos dados da vela que é sua referência.
  2. Faça a operação do HAopen com a média da abertura e do fechamento da vela “normal”, portanto as máximas e mínimas serão coincidentes.
  3. Após calculada a sua primeira vela Heikin-Ashi, é possível simplesmente seguir as fórmulas descritas acima.

 

Quando o HAclose fecha acima do HAopen, a vela costuma ser verde, branca ou vazia. Já quando o HAclose fecha abaixo do HAopen, ela geralmente é verde, preta ou preenchida.

 

Veja um gráfico de vela tradicional comparado com o mesmo Heikin-Ashi:

 

Legenda: Gráfico de velas da PRIO3. Perceba a formação de um gap (espaço vazio sem negociações) nos preços. Fonte: TradingView

 

Legenda: Gráfico de Heikin-Ashi da PRIO3. Perceba como o gap é eliminado, já que o gráfico utiliza a média dos preços. Fonte: TradingView

 

Como usar Heikin-Ashi para os seus trades?

 

O maior trunfo das velas Heikin-Ashi é facilitar a identificação de tendências num gráfico. Basta um olhar rápido na figura acima e é possível identificar onde começa e acaba uma tendência.

 

Velas verdes (ou brancas) com corpos longos e praticamente somente sombras superiores são um sinal de uma tendência altista forte. Da mesma forma, velas vermelhas (ou negras) com corpos longos e sem sombras superiores, somente inferiores, são indícios de uma tendência baixista forte.

 

Velas de reversão de tendência são similares às doji, também conhecidas como estrela da manhã e estrela da tarde, ao qual tem um corpo pequeno, com a abertura e fechamento quase que coincidentes e longas sombras superiores e inferiores. 

 

Limitações do Heikin-Ashi

 

Apesar de ser uma ferramenta de trade extremamente eficiente, esse método apresenta algumas limitações importantes. Primeiramente, assim como todo filtro, parte do sinal pode ir embora com o ruído. Elementos como preços exatos e gaps são todos perdidos ao se visualizar em Heikin-Ashi. Além disso, como se trata de uma média, existe um atraso na chegada da informação. Os dados sempre aparecem mais suaves do que realmente são e o preço mais recente pode não refletir o valor real do ativo, o que afeta o risco da posição.

 

A diferença entre Heikin-Ashi e Renko

 

O gráfico de velas é um importante berçário de métodos ao trade. Quem opta pelo Heikin-Ashi se depara com um quadro suavizado usando preços médios, mas ele ainda se parece bastante com o original. 

 

Uma outra derivação do gráfico de velas é o renko, que tem como particularidade ter todos os tijolos (as barras ou velas) do mesmo tamanho e formato, bem como são independentes do tempo linear, dependem só da variação. 

 

Enquanto velas Heikin-Ashi sempre são criadas a cada período, no Renko elas só surgem após o preço mover uma determinada quantidade percentual.



Conheça mais sobre o gráfico Renko e saiba como automatizar os trades utilizando esse tipo de gráfico!

 

Dica Smartt

 

Já ouviu a expressão “a tendência é sua amiga” (the trend is your friend)? É um antigo ditado atribuído a Jesse Livermore, um dos maiores investidores de Wall Street de todos os tempos. Como sua própria frase deixa explícito, ele era um trader de momentum e ganhava dinheiro seguindo tendências. 

 

Se este é seu perfil, utilize o Heikin-Ashi em suas operações! O método vai trazer mais definição e acurácia para entrar e sair de grandes movimentos de preço, além de identificar tendências. Para fazer isso de forma automatizada, conheça a estratégia Tangram, uma estratégia 100% gratuita da SmarttBot! Nossa tecnologia, às suas ordens!

 

Fique por dentro de todas as novidades, promoções e atualizações da SmarttBot em nosso canal oficial no Telegram. Clique no link abaixo e faça parte dessa comunidade.

 

>>> Quero entrar para o grupo oficial da SmarttBot no Telegram <<<