HiLo Activator: como usá-lo em uma estratégia de investimento

O indicador HiLo Activator, HiLo sendo a sigla em inglês para High Low (Alto Baixo), é um indicador de tendência. De forma resumida ele tenta identificar se um ativo está em tendência de alta ou de baixa. Seu nome pode ser traduzido como “ativador de altas e baixas” e ele pode ser considerado uma evolução das médias móveis, pois se utiliza delas para seu cálculo.

Quer aprender a utilizar o HiLo? Abaixo, preparei uma explicação completa sobre o assunto.  Neste post, você confere:

Como o HiLo é calculado?

Como interpretar o HiLo Activator

Estratégias de Investimentos com HiLo Activator

Robô Investidor com o HiLo Activator

Como o HiLo é calculado?

gráfico exemplo hilo

Gráfico de Candles com HiLo

É comum vermos o termo “escada do HiLo” ou “escadinha do HiLo” se referindo aos traçados formados pelo indicador visto que ele, normalmente, é representado por linhas horizontais, acima ou abaixo dos candles, que se parecem realmente com escadas. Para seu desenho/traçado no gráfico, é necessário calcular dois valores a cada período, com base em uma única variável N que identifica o número de períodos do indicador. Calcula-se então média das máximas e mínimas dos últimos N períodos.

Essas médias são a base do desenho do HiLo. As médias das máximas acima do gráfico são exatamente iguais ao valor das escadinhas desenhadas. Porém, parte da “inteligência” do indicador é escolher quando traçar a escada abaixo ou acima dos candles. Para a escolha do sentido de traçado, traça-se o indicador acima dos candles após um fechamento abaixo da média deslocada das mínimas e traça-se o indicador abaixo dos candles após um fechamento acima da média deslocada das máximas.

Médias Móveis deslocadas

Médias deslocadas são simplesmente médias plotadas um ou mais períodos à frente. Um exemplo delas pode ser visto no gráfico abaixo:

Gráfico exemplo médias deslocadas

Gráfico SmarttBot: exemplo de médias deslocadas

O gráfico mostra a média móvel de 3 períodos calculada sobre o fechamento dos candles de 15′ do mini dólar futuro (linha mais escura). Essa mesma média foi replicada 3 vezes, porém deslocada 1, 3 e 6 períodos (linhas cinzas). Perceba como elas formam as mesmas linhas e só estão horizontalmente espaçadas, mantendo inclusive a mesma altura, máximos, mínimos, dentre outras características.

Não existem médias com deslocamento negativo

Atenção, apesar de ser permitido por algumas plataformas escolher um período negativo para o deslocamento das médias, digamos -1 período, a média gerada só serve para estudo e não serve para operações! Com robôs ou manualmente. Por quê? Deslocar uma média negativamente significa desenhar ela N períodos atrás de ela acontecer no gráfico. No período anterior, plotaria-se a média do período atual e no período atual, plotaria-se a média do próximo período, no caso de deslocamento -1, por exemplo.

Média Móvel com deslocamento negativo

Média Móvel com deslocamento negativo

Para ficar bem explícito, coloquei no gráfico da animação acima 3 médias, todas elas do fechamento de 1 período, logo com valor igual ao preço de fechamento. A média azul está deslocada 3 períodos para frente, a média preta não possuí deslocamento e a média vermelha está deslocada 3 períodos para trás. Observe como a média vermelha só passa a existir em qualquer candle após 3 candles existirem a sua frente (direita).

Das Médias Móveis para o High Low

Voltando para o HiLo, as médias das máximas e das mínimas são deslocadas um período para o futuro e são utilizadas na definição do sentido de desenho do indicador. O gráfico abaixo mostra as médias (de 3 períodos) das máximas (em vermelho) e as das mínimas (em verde), desenhadas no período do cálculo (linhas pontilhadas) e deslocadas um período (linhas contínuas):

Gráfico Tradezone: média mével das máximas e mínimas e médias deslocadas

Gráfico Tradezone: média móvel das máximas e mínimas e médias deslocadas

Com as médias móveis de N períodos traçadas e deslocadas, verificam-se os fechamentos acima e abaixo das médias para traçar o HiLo. O HiLo pode ser traçado de diversas maneiras, simplesmente como médias acima das máximas e mínimas, como “escadinhas” ou de outras formas. O que difere um gráfico do HiLo de um gráfico apenas das médias deslocadas é o fato de só se traçar um sentido do HiLo por vez. Para se definir qual sentido do HiLo é traçado a seguinte regra é utilizada:

  • HiLo acima dos candles quando ocorrer um fechamento abaixo da média das mínimas
  • HiLo abaixo dos candles quando ocorrer um fechamento acima da média das máximas

Voltando ao gráfico anterior, vamos ver ele novamente, porém só com os as médias deslocadas dessa vez. Destaquei dois pontos onde as condições acima acontecem:

Gráfico Tradezone: pontos de mudança no sentido do HiLo

Gráfico Tradezone: pontos de mudança no sentido do HiLo

Finalmente, vamos ver o mesmo gráfico, porém só com o HiLo Activator traçado, no formato de “escadinhas”:

Gráfico Tradezone: HiLo Activator

Gráfico Tradezone: HiLo Activator

No gráfico, vemos que a cada período somente um sentido do HiLo é traçado. O sentido do traçado do HiLo muda conforme um fechamento de candle “rompe” o limite superior das médias das máximas ou o limite inferior das médias das mínimas. É importante lembrar que fechamentos seguintes acima da média, quando o indicador já está sendo traçado abaixo dos candles, não alteram o sentido do traçado, o contrário vale para quando o indicador está sendo traçado acima dos candles. Somente um fechamento que inverta o sentido do traçado do HiLo é significativo par seu traçado. Podemos ver no penúltimo gráfico que tais fechamentos acontecem nos 2º, 3º, 9º e 12º candles e são refletido no gráfico do HiLo acima.

Cabe ressaltar que o mais comum é traçar o HiLo no valor das médias não deslocadas, apesar de sempre se usar a média deslocada com relação ao fechamento para definição do sentido do HiLo. Vale a pena citar também que em sua forma clássica de uso o HiLo Activator tem apenas um parâmetro, que é o número de períodos utilizado para seu cálculo.

Como interpretar o HiLo Activator

A interpretação mais comum do HiLo é a de tendência. Diz-se que o ativo está em tendência de alta quando o HiLo é traçado abaixo do papel e que ele está em tendência de baixa quando o HiLo é traçado acima do mesmo.

Podemos entender essa interpretação considerando que as médias deslocadas formam canais, com o canal inferior definido pelo histórico das mínimas (média móvel) e o canal superior definido pelo histórico das máximas. Havendo um fechamento acima do limite superior do canal, identifica-se o início de uma tendência de alta e começa-se a traçar o HiLo abaixo do gráfico, formando uma escada de suporte enquanto a tendência de alta durar. Após ocorrer um fechamento abaixo do canal inferior, rompendo a escada de suporte que estava sendo formada, identifica-se o início de uma tendência de baixa e a escada do HiLo passa a ser traçada acima dos candles, sendo então uma escada de resistência, que caso rompida identifica uma nova tendência de alta.

hilo-suporte-resistencia

Exemplo de HiLo durante tendências de alta e baixa

Podemos observar no gráfico acima a formação das escadas abaixo dos Candles durante as tendências de alta e acima durante as tendências de baixa. O “segredo” do HiLo é alternar entre qual escada ele desenha permitindo a qualquer um interpretar a tendência com uma rápida leitura do gráfico.

O número de períodos do HiLo

Por ser o único parâmetro deste indicador, este número tem grande importância. Não existe padrão para quantos períodos usar, porém prazos muito longos no indicador tendem a apresentar comportamentos muito semelhantes, senão idênticos. Prazos mais curtos também tendem a gerar mais inversões de sentido. Por exemplo, entre os dias 29 de fevereiro e 1º de março (2016), no gráfico de 10 minutos do Ibovespa (IBOV), vejamos quantas vezes alguns HiLos mudaram de sentido:

  • 3 períodos: 16 mudanças
  • 10 períodos: 9 mudanças
  • 20 períodos: 3 mudanças

Os números acima são interessantes de se reproduzir ao escolher ativos e tempos gráficos para estratégias com HiLo. Sabendo que o período acima teve 96 candles é possível ter uma estimativa da periodicidade dos trades com cada HiLo que se escolher utilizar.

Algumas plataformas gráficas permitem também a escolha de períodos diferentes de médias para as máximas e mínimas aumentando consideravelmente as possibilidades possíveis de setups baseados em HiLo. Esta ideia é interessante porque os ativos se comportam de forma diferente durante as tendências de alta e de baixa, existe até o ditado que diz que “a bolsa sobe de escada e desce de elevador”.

Estratégias de Investimentos com HiLo Activator

Devido a forma como é traçado, a identificação de entradas e saídas – em estratégias que usam o HiLo para tal – é bastante simples, o que tornou este indicador muito popular em boa parte das estratégias. O HiLo Activator pode ser utilizado sozinho ou em combinação com outros indicadores, stops e regras operacionais diversas. Por ser um indicador de tendência, a combinação dele com outros indicadores do mesmo tipo, como médias móveis, não costuma ser muito comum.

Estratégia simples de HiLo

A estratégia mais simples que utiliza do HiLo Activator resume-se a:

  • Compra: quando o HiLo passa a ser traçado abaixo do ativo
  • Venda: quando o HiLo passa a ser traçado acima do ativo

Ou de forma resumida:

  • Operação na mudança de sentido do HiLo

Esta estratégia pode apresentar lucro, porém a escolha da melhor combinação de tempo gráfico, ativo e número de períodos do HiLo que dará um resultado consistente exige muitas simulações e precisa ser atualizada constantemente.

Esta estratégia também pode ser complexificada, sem adição de outros indicadores, com a sua combinação com diversos fatores como:

  • Operar apenas comprado, apenas vendido ou em ambos os sentidos
  • Utilizar stop(s) de ganho e/ou perda, fixo(s) ou móvel(is)
  • Limitar as operações para apenas day-trade ou permitindo dormir posicionado

Exemplo real de estratégia com HiLo

O gráfico abaixo mostra os reais posicionamentos feitos por uma estratégia baseada em HiLo de 18 períodos, no contrato de mini dólar futuro (H16) e gráfico de 15 minutos. Nele, as setas indicam entradas, saídas e reversões, com o resultado das saídas entre parênteses (considerando 1 contrato e corretagem de R$ 1,00):

Gráfico SmarttBot: operações com hilo no gráfico - clique para ampliar

[clique para ampliar] Gráfico SmarttBot: operações com HiLo no gráfico

Apresento também o gráfico do resultado da estratégia acima, operando 1 mini contrato de dólar com corretagem de R$ 1,00 e patrimônio inicial de R$ 1.000 (margem de garantia):

Print Plataforma SmarttBot: Rentabilidade de Estratégia de HiLo no SmarttBot

Print Plataforma SmarttBot: Rentabilidade de Estratégia de HiLo no SmarttBot

Esse gráfico é um exemplo da performance uma estratégia que usa somente o indicador HiLo Activator em combinação com stop móvel de ganho, operando comprada e vendida e não dormindo posicionada. Ele foi feito utilizando um dos robôs gratuitos da SmarttBot.

HiLo como Stop Móvel

Provavelmente, o uso mais comum do HiLo é como ponto de stop móvel. O investidor utiliza dos mais diversos critérios para definir suas entradas e depois acompanha o HiLo para se desfazer da posição. Se o investidor comprou, por exemplo, por causa do IFR, ele vende então quando o HiLo passa a indicar baixa, ou seja, passa a ser desenhado acima do ativo. Por ser calculado a partir de médias móveis, o HiLo pode ser um stop móvel melhor do que um valor fixo em reais ou pontos.

Uma outra variação do HiLo cabe ser citada aqui: alguns investidores utilizam um outro parâmetro chamado de “valor para rompimento” quando traçam seus HiLos, esse parâmetro significa a quantidade mínima de pontos que o fechamento do candle deve ultrapassar a média superior ou inferior para mudar o sentido do HiLo e, devido a isto, gera um traçado diferente do indicador. O uso do indicador como stop móvel junto com esse parâmetro permite condições como: “saída da operação de compra quando um candle fechar pelo menos 20 pontos acima do HiLo de 3 períodos no mini dólar futuro”.

Considerações e ideias sobre estratégias com HiLo

O uso do HiLo e de qualquer indicador é facilitar a interpretação do gráfico e auxiliar o trader na tomada de decisão. É muita burrice ingenuidade acreditar que exista uma fórmula mágica: aquela configuração do indicador que sempre dará lucro quando seguida. O que é factível é que a pessoa, com muito estudo, consiga identificar “no olho”, por exemplo, momentos do mercado em que provavelmente o HiLo de 3 períodos se dará melhor do que o HiLo de 7.

Também não podemos esquecer que até os melhores traders ficam de fora do mercado alguns dias, pode ser que ele espere uma alta volatilidade e não aceite os riscos ou que use somente o HiLo para tendência e o mercado está claramente lateral. O uso padrão do HiLo em um mercado lateral provavelmente dará prejuízo por gerar vários trades curtos seguidos.

As estratégias de investimento possíveis utilizando o High Low são infinitas, é possível testá-lo extensivamente para um ativo e tempo gráfico a ponto de se descobrir a melhor combinação de HiLo e stop para operação. Este caminho, muito comum para investidores em busca do sucesso, utiliza normalmente de backtests, simulações da performance teórica da estratégia em pregões passados, e chega a resultados tão precisos quanto: “nos últimos 5 anos o melhor HiLo para operar mini índice foi o de 5 períodos no gráfico de 20 minutos”. O problema dessas simulações são vários, mas o principal é que nada garante que o comportamento do papel nos próximos anos será semelhante ao período das simulações e testes, na verdade provavelmente será diferente: os mercados evoluem, os participantes mudam, o volume aumenta, dentre outras variáveis.

As sugestões para se construir uma estratégia de sucesso com o HiLo Activator não variam muito das dicas comuns, mas sempre vale a pena lembrar que:

  1. A busca pelos melhores parâmetros é contínua:
    Teste diferentes períodos do HiLo todos os dias e só opere com o que acreditar que vai se dar bem no mercado atual. Teste diferentes stops também e, se estiver confiante, se aventure a combinar o high low com outros indicadores e mecanismos em operações reais.
  2. Não tenha medo de ficar fora do mercado:
    Caso não esteja confiante de que uma combinação de parâmetros, já testada exaustivamente, se dará bem na situação atual, fique fora do mercado!
  3. O uso clássico do HiLo não deve ser feito em mercados laterais ou momentos de congestão de preço:
    O “uso clássico” do HiLo é comprar com o indicador abaixo e vender com o indicador acima do candle. Se seguido nos cenários congestão ou de mercado lateral a tendência é que o HiLo mude de sentido várias vezes rapidamente, gerando trades curtos e gastos altos com corretagem e taxas da BM&FBovespa.
  4. Não tenha medo de testar novos usos e combinações:
    High Low Activator pode ser o stop que estava faltando na sua estratégia antiga ou pode ser uma boa forma de aumentar a taxa de acerto em uma estratégia de congestões. Felizmente, hoje já existem ferramentas para os traders brasileiros que permitem simular estratégias antes de operar com dinheiro real. Com dedicação e estudo a criatividade é o limite.

Não podemos esquecer que a Bolsa de Valores é uma competição livre, onde qualquer um com dinheiro pode competir com você por aquela oportunidade de ganho numa correção temporária de preços.

Usando Estratégias de Investimentos com HiLo Activator

No SmarttBot, nossa plataforma para negociação automatizada, disponibilizamos um robô gratuitamente, o HiLo Bot, que permite a combinação do HiLo Activator com:

  • Operações nos 3 sentidos (comprado, vendido e ambos);
  • Qualquer ativo e volume na BM&F ou Bovespa;
  • 5 tipos de stop:
    • fixo de ganho
    • fixo de perda
    • móvel
    • diário de ganho
    • diário de perda
  • Opção de fazer apenas day-trades ou posições
  • Limite de horário inicial e final para operações
  • Configuração dos custos operacionais: taxas da bolsa e corretagem

O vídeo abaixo explica o passo-a-passo para configurar um robô HiLo em sua conta SmarttBot:

Além do HiLo Bot, o SmarttBot disponibiliza o Tangram Bot. Este robô permite a configuração de todos elementos listados acima com a possibilidade de combinar para entrada e saída 5 indicadores:

  1. HiLo Activator
  2. IFR (Índice de Força Relativa)
  3. Bandas de Bollinger
  4. MACD
  5. 2MM (médias móveis)

Com o robô Tangram é possível, em 5 minutos configurar, um dos exemplos que citei acima: compra ou venda com base no IFR e saída usando HiLo como stop móvel. Você poderá duplicar esse robô e testar diferentes combinações de parâmetros, ativos e tempos gráficos facilmente. Isso tudo no plano gratuito, os planos pagos são necessários apenas para negociação com dinheiro real.

Caso tenha interesse em um robô personalizado que use o HiLo, a SmarttBot também oferece esse serviço. Preencha esse formulário para um orçamento sem compromisso.

 Já utiliza o HiLo como indicador em seus investimentos? Deixe um comentário contando sua experiência!

Ex agente autônomo, apaixonado por estratégias de investimento e inovação! Sócio fundador da SmarttBot, atua desde 2007 no mercado financeiro.