Quanto investir com um robô na Bolsa?

Muitos dos traders que começam a investir com robôs investidores nos perguntam quanto dinheiro precisam ter para operar. Isso vai depender do objetivo de cada um, do quanto é possível investir, das margens exigidas e do risco tolerado. Nesse contexto, é importante que você conheça todos os custos envolvidos e saiba como delimitar um valor para investir e atingir sua meta.

quanto-investir-com-um-robo

Apresentamos no post de hoje um guia para definir quanto dinheiro aplicar com um robô investidor. Acompanhe:

Como definir quanto investir com um robô?

Para decidir quanto dinheiro operar com seu robô de investimento, existem diferentes custos de acordo com o mercado que o investidor opera.

Alavancagem no mercado futuro

Se você opera no mercado futuro, que inclui papéis como minicontrato de índice, minicontrato de dólar, contratos cheios e commodities, deve observar a margem de garantia, valor mínimo que o investidor precisa ter para cobrir as liquidações após ajuste diário. Ela varia de acordo com o contrato e com o valor estipulado pela corretora.

O que todo investidor precisa saber sobre a margem de garantia

A margem eleva muito o risco do trader e funciona da seguinte forma: você precisa de um valor mínimo em conta para operar contratos, minicontratos e qualquer outro ativo no mercado futuro e, na realidade, vai estar negociando um volume bem maior, podendo perder mais do que depositou. Vamos aos exemplos:

Suponhamos que eu vou investir em um minicontrato de índice Bovespa futuro e minha corretora exige uma margem de garantia de R$ 90,00, mínimo que preciso para operar este ativo, que equivale, no momento em que este post foi escrito, a 59.345 pontos. Como cada ponto tem valor de R$ 0,20, logo, vou negociar 59.345*0,20 = R$ 11.869,00. Lembrando que os índices variam em pontos e não em reais como é o caso de ações.

É perceptível que investi pouco e estou movimentando muito, com uma alavancagem de 131,88 vezes (R$ 11.869,00/R$ 90,00). Na prática, se o índice cair em 1% do total de pontos, minha perda é de 131,88% (sim, eu perderei mais do que tenho e ficarei devendo à corretora). Então, o que fazer para ter menos riscos nesse sentido?

A solução é operar cada minicontrato com um valor maior do que a margem de garantia. Se em minha conta da corretora eu tiver R$ 900,00 posso operar 10 mini contratos, mas como quero reduzir o risco, usarei este valor para operar somente 1 mini contrato. Então, faço a mesma conta de alavancagem: R$ 11.869,00/R$ 900,00 = 13,19 vezes de alavancagem. Nesta situação, se o mini índice tiver uma queda de 1% no total de pontos, minha perda será de 13,19% do meu capital.

As corretoras costumam reduzir a margem de garantia para atrair clientes, porém, operar com exatamente o valor da margem não é recomendado por causa da alavancagem. Vamos supor que o índice tenha caído 450 pontos e conhecemos um investidor que opera 1 mini contrato com a margem de R$ 90,00 e outro que está usando R$ 200,00 como margem. Vejamos o que acontece em cada caso:

  • Investidor com a margem R$ 90,00: 450 pontos de queda R$ 0,20 por ponto do índice = R$ 90,00. Esse investidor “quebrou” com 100% de prejuízo.
  • Investidor com a margem R$ 200,00: 450 pontos de queda R$ 0,20 por ponto do índice = R$ 90,00. Esse investidor teve um prejuízo de 45%, mas pode continuar operando ou escolher parar sem perder todo o dinheiro.

É muito importante ressaltar que é essencial usar stops para não ter grandes prejuízos com a alavancagem.

Alavancagem no mercado de ações

Apesar de serem menos comuns, existem duas formas de alavancagem no mercado de ações, uma para operações day trade e outra para operações de posição.

A alavancagem no day trade é feita por meio de um aumento no limite operacional. Corretoras voltadas para traders mais ativos, os que fazem maior número de operações, costumam dar um limite automático para estes clientes que fazem apenas day trade.

Para alavancagem no longo prazo com ações são utilizados os contratos de Termo, nos quais uma parte (financiadora) compra o ativo à vista e vende a prazo para a outra parte, já com uma taxa pré-determinada. Nesta operação, a corretora fica com o ativo depositado como garantia e exige um depósito de uma fração do valor do ativo do comprador, permitindo assim a alavancagem.

Leia também Como fazer uma simulação com robôs investidores?

Existem outros custos de quem opera com um robô investidor?

Sim. São os custos que vão variar de acordo com a plataforma usada. E mais importante do que observar o quanto se paga, é saber o custo-benefício. Um sistema na nuvem, ou seja, 100% online, como o da SmarttBot, garante que o robô funcione independentemente do seu computador ou da sua energia, ficando protegido de ser parado por um problema desse tipo, o que gera perda de oportunidades e lentidão nas operações.

Além disso, existe a corretagem, que muda conforme a corretora.

Por que a quantidade de dinheiro aplicado importa em seus ganhos?

Primeiro, como já falamos no post, existe a questão dos custos, da margem em caso de operações no mercado futuro e de quanto irá perder, afinal, estamos falando de trade (mas não de prejuízo, algo diferente!). Quem opera na Bolsa deve considerá-los para não ultrapassar os limites de perda e alcançar o máximo potencial de ganho da estratégia.

Sabemos que existem opiniões divergentes sobre o quanto investir, não é mesmo? Enquanto alguns dizem que o mais correto é aplicar uma quantidade que se pode perder, outros afirmam que o ideal é investir mais do que isso porque, somente assim, se opera com mais afinco, frequência e intenção de aprender. Diferenças à parte, concordamos por aqui que o quanto você pode colocar em um robô é uma escolha sua e, independentemente disso, é essencial primeiro operar em modo simulado e se familiarizar com os conceitos e o funcionamento do sistema. Somando isso aos métodos explicados hoje, certamente, além de definir quanto investir em um robô, você ainda irá garantir bons resultados!

Já definiu quanto irá investir com seu robô? Comente!

Bons investimentos!

Co-founder & BizDev da SmarttBot. Apaixonado por investimentos, opera na bolsa desde 2007. Acredita no empreendedorismo e na tecnologia como forma de mudar o mundo. Fã de tudo que é “meio nerd”.

  • Luis

    Boa tarde sou leigo no assunto, mas quero começar a investir com robo.
    Eu preciso adquirir algum robo para poder usar um dos planos, ou existe algum robo grauito (com setup pronto) que eu possa usar para testar realmente com o plano lite por exemplo.

    • Boa tarde, Luis.
      Você pode fazer um cadastro grátis e testar um robô em modo simulado na Bolsa neste link https://app.smarttbot.com/cadastro .

      Não temos robôs prontos, mas sim estratégias que você deve parametrizar com suas regras de compra, venda e stops. Para isso, é importante primeiro estudar sobre Bolsa de Valores, termos relacionados, Análise Técnica (indicamos este link: https://www.bussoladoinvestidor.com.br/analise-tecnica

      Para quem está começando, indicamos o plano Free.