O que é uma chamada de margem e como você pode evitar sofrer uma delas

Pontos-chave:

– A chamada de margem ocorre principalmente quando o trader mantém uma operação desvantajosa por muito tempo, ficando sem a margem de garantia disponível.

– Hoje, corretoras oferecem a conta margem para que investidores tenham crédito em operações que exijam mais margem de garantia.

– A alavancagem é uma estratégia que possibilita mais chances de lucros, mas que envolve mais riscos, o que inclui a chamada de margem reincidente.

– É possível evitar a ocorrência da chamada de margem tendo uma reserva em ativos seguros, bem como a diversificação da carteira e a adoção de soluções automatizadas.

Leia Mais

O que é a estratégia de market making e como ela é aplicada

Pontos-chave:

– A essência da estratégia de market making está no comprometimento com a compra e venda dos mesmos ativos, a fim de assegurar liquidez dos papéis e lucrar com o spread entre as ordens de compra e venda do livro de ofertas.

– O market making é conduzido por grandes agentes do mercado financeiro que devem ser devidamente regulamentados pela B3.

– Os riscos do market making são reduzidos, uma vez que seus operadores definem os preços de venda e compra dos papéis.

– O RLP traz consigo à liquidez para as negociações dos investidores pessoas físicas e é outra via em que a corretora é a contraparte.

Leia Mais

Você sabe como funciona o método de tape reading para day trade?

Pontos-chave:

– O tape reading tem o seu nascimento na leitura dos preços dos ativos em fitas de papel impressas pelo telégrafo no início do século XX

– Antes, por intuição, os investidores faziam a leitura da fita para tentarem entender as mudanças na oferta e demanda de mercados

– Com as novas tecnologias, especialmente as soluções algorítmicas, o tape reading hoje é feito com muito mais precisão e velocidade.

– Times and trades e volume at price acompanham as técnicas para ter acesso às informações em tempo real, contribuindo assim ao desempenho dos operadores em day trade.

Leia Mais

O que é slippage e como ele atrapalha suas operações

Pontos-chave:

– Durante a negociação de ativos financeiros, slippage é o nome dado em situações em que o preço de execução da ordem é diferente do valor de envio, como o próprio nome sugere, uma “escorregada” no preço de execução.

– O slippage acontece quando há a mudança no spread de uma operação de compra ou venda no momento em que uma ordem é executada, portanto, slippage e spread não devem ser confundidos.

– Apesar de não ser possível evitar a ocorrência do slippage, há como reduzir as chances dele acontecer.

– O slippage pode acontecer em todos os mercados e tipos de ativos, o que inclui índices futuros, ações, títulos, moedas, juros e outros.

Leia Mais

Que custos devo considerar para fazer day trade?

Pontos-chave:

– Quando não administrados corretamente, os custos operacionais podem reduzir ou até mesmo comprometer o lucro dos investidores.

– No day trade não há isenção de imposto de renda, nem mesmo para operações que não ultrapassem o valor de R$20 mil por mês.

– Os custos de corretagem são mais elevados quando a zeragem compulsória é acionada.

Leia Mais

Conheça os principais índices da Bovespa

Pontos-chave:

– Há mais de 50 anos, a bolsa de valores brasileira utiliza dos índices como referência para refletir o comportamento dos ativos e dos diversos segmentos da economia brasileira.

– Conhecer os índices disponíveis na B3 contribui na seleção de quais ativos investir ou operar.

– O Ibovespa destaca-se entre os índices da B3, sendo o mais antigo e com maior relevância no atual mercado de capitais do Brasil.

– Vale muito a pena conhecer outros índices brasileiros principalmente para quem busca mais liquidez e uma atuação cada vez mais profissional no mercado.

Leia Mais

Long & short: aprenda o que é e saiba como operar essa estratégia de investimentos

Pontos-chave:

– Long & Short é uma estratégia não direcional em que o investidor consegue fazer uma combinação de operações compradas (long) e vendidas (short) simultaneamente.

– A operação tende capturar e se beneficiar tanto dos movimentos de alta quanto de baixa do mercado.

– É fundamental que os pares de ativos escolhidos tenham um alto índice de correlação entre si.

– O long & short é capaz de proteger o investidor de um possível risco sistêmico.

Leia Mais

Leilão de abertura e after-market: saiba o que são e como funcionam

Pontos-chave:

– O leilão de abertura é um momento anterior à abertura formal da bolsa de valores e tem como finalidade definir o preço de consenso para um determinado ativo financeiro.

– O call de fechamento e o after-market são um período extra permitido para operar na bolsa, porém que podem apresentar alta volatilidade e baixa liquidez.

– O trader precisa estar atento às peculiaridades de operar após o fechamento da bolsa, devido às restrições de liquidez e até mesmo ser automaticamente qualificado de day trader para swing trader.

– O uso de robôs pode ser uma excelente alternativa para quem busca operar ativos no melhor timing das negociações, a tecnologia traz velocidade nas transações com segurança.

Leia Mais

O que é e como funciona a rolagem de contratos futuros na bolsa

Pontos-chave:

– Um contrato futuro é um acordo de compra e venda entre duas partes para uma data futura, sendo o preço preestabelecido no momento da contratação.

– Diante da liquidação de um contrato futuro, o investidor tem a possibilidade de realizar a rolagem deste acordo e, assim, manter a operação com duas datas de vencimento.

– Operações de rolagem, principalmente em momentos de alta volatilidade do mercado permitem operar com a diferenciação de preços e proteção ao capital.

– Ocupam posições de destaques as operações estruturadas de rolagem em Ibovespa e Dólar Futuro (IR1 e DR1 respectivamente), em que suas datas de vencimento mais longas podem trazer mais liquidez às operações.

Leia Mais

Mercado fracionário: aprenda como funciona e saiba como investir

Pontos-chave:

– O mercado fracionário é uma porta de entrada para os investidores iniciantes em ações ou para aqueles que buscam diversificação em seu portfólio.

– As ações negociadas no mercado fracionário são aquelas em que os códigos terminam com a letra “F”.

– Para operar no mercado fracionário, não é preciso adquirir um lote mínimo de ações, o que possibilita uma quantia menor de investimento.

– O investidor deve levar em conta suas vantagens, mas também suas desvantagens relacionadas principalmente à menor liquidez do mercado fracionário.

Leia Mais
CARREGAR MAIS CONTEÚDOS