Conheça os principais índices da Bovespa

Sincronize seus trades com um profissional - Saiba mais

Pontos-chave: 

  • Há mais de 50 anos, a bolsa de valores brasileira utiliza dos índices como referência para refletir o comportamento dos ativos e dos diversos segmentos da economia brasileira. 
  • Conhecer os índices disponíveis na B3 contribui na seleção de quais ativos investir ou operar.
  • O Ibovespa destaca-se entre os índices da B3, sendo o mais antigo e com maior relevância no atual mercado de capitais do Brasil.
  • Vale muito a pena conhecer outros índices brasileiros principalmente para quem busca mais liquidez e uma atuação cada vez mais profissional no mercado.

Em 2017, a bolsa de valores no Brasil passou a se chamar B3, a nova marca representa a fusão entre a antiga Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (Cetip) com a BM&F Bovespa. Nos dias atuais, talvez seja mais correto, utilizar a expressão “índices da B3”, mas pelo costume e tradição, o título “Índices da Bovespa” foi mantido a fim deste guia chegar até você.

Nas próximas linhas, seguem importantes informações sobre os principais índices do mercado financeiro brasileiro, bem como porque é preferível escolher ativos de índices para operar. Continue a leitura e aprimore ainda mais suas competências enquanto investidor.

O que são índices da Bovespa e para que servem? 

Índices da Bovespa são os atuais Índices da B3. Repare que foi utilizada a palavra “índices” no plural, isto porquê, no Brasil, são mais de 20 índices com gerenciamento específico da bolsa de valores brasileira. 

A metodologia da B3 utiliza de critérios de seleção para definição de quais ativos pertencem a um índice, portanto, mais do que uma classificação, os índices representam o comportamento de um grupo de ativos. Faz sentido enaltecer que estes critérios são revisados e rebalanceados periodicamente.

Segundo a própria B3, o índice é um tipo de “termômetro para os mercados financeiros” e eles são uma referência para investidores no Brasil e fora daqui.

Confira os principais índices da B3

Entendendo o que são índices da bolsa de valores, seguimos agora para mais informações sobre suas especificações. Atualmente a B3 possui os seguintes grupos de índice:

  1. Índices Amplos

1.1) Índice Bovespa – Ibovespa

1.2) Índice Brasil 50 – IBrX-50

1.3) Índice Brasil 100 – IBrX-100

1.4) Índice Brasil Amplo – IBrA Amplos

  1. Índices Setoriais

2.1) Índice BM&FBOVESPA Energia Elétrica – IEE

2.2) Índice BM&FBOVESPA Industrial – INDX

2.3) Índice BM&FBOVESPA Consumo – ICON

2.4) Índice BM&FBOVESPA Imobiliário – IMOB

2.5) índice BM&FBOVESPA Financeiro – IFNC

2.6) Índice BM&FBOVESPA Materiais Básicos – IMAT

2.7) Índice BM&FBOVESPA Utilidade Pública – UTIL

  1. Índices de Segmentos 

3.1) Índice MidLarge Cap – MLCX

3.2) Índice Small Cap – SMLL

3.3) Índice Valor BM&FBOVESPA – IVBX 2

3.4) Índice Dividendos BM&FBOVESPA – IDIV

  1. Índices de Sustentabilidade

4.1) Índice de Sustentabilidade Empresarial – ISE

4.2) Índice Carbono Eficiente – ICO2

  1. Índices em Parceria S&P Dow Jones

Este universo ainda pode ser maior e é constantemente atualizado pela B3

Chegamos ao Ibovespa: o que é?

O Ibovespa (IBov) é o mais tradicional índice da bolsa de valores no Brasil, criado em 1968. Hoje em dia é a maior referência do mercado de ações brasileiro, por isto é tão comum assistirmos suas atualizações nos noticiários e os números serem levados tão a sério.

Com revisão quadrimestral, o Ibovespa é composto por ativos selecionados pelos critérios de liquidez, volume de negociação e participação do ativo nos pregões dos últimos 12 meses. 

77 ações compõem atualmente o índice, sendo que se destacam a Vale (VALE3), Itaú Unibanco (ITUB4), a própria B3 (B3SA3), Petrobras (PETR4) e Bradesco (BBDC4). 

A partir do Ibovespa é possível investir em produtos como contratos futuros de índice, ETFs, opções e outros.

Você também precisa conhecer os Índices Brasil (IBrX)

Como o próprio nome sugere, o IBrX-50 reúne os 50 ativos com maior negociabilidade e representatividade da B3.  

Este índice caracteriza-se por considerar o valor de mercado da companhia e não somente o preço dos papéis. Assim, a negociação dos ativos é tão importante quanto o desempenho da empresa. Desta forma, ações do IBrX-50 acabam por ter maior liquidez por considerar qual é o atual quadro da organização.  

Há outro índice com a mesma metodologia, mas que abarca uma maior quantidade de ações: o IBrX-100.

Índices de Segmento e Setoriais que você deve conhecer

Ativos inseridos nestes índices ganham a chancela da B3 como representantes do segmento/setor ao qual estão inseridos. Isto auxilia o reconhecimento dos investidores quanto ao mercado específico.

Índice Imobiliário (IMOB), Índice de Energia Elétrica (IEE), Índice BM&F Bovespa Financeiro (IFNC) e Índice de Consumo (ICON) estão entre os exemplos. Alguns também transmitem informações relevantes para o investidor, tais como: índice de ações boas pagadoras de dividendos (Índice Dividendos BM&F Bovespa – IDIV) ou ações de menor capitalização (Índice Small Cap – SMLL). Estes dois últimos têm relevância especial por terem ETFs de boa liquidez negociados na bolsa.

Índices da B3 em parceria com a S&P Dow Jones

A S&P Dow Jones é uma das maiores provedoras de índice do mundo e a B3 possui parceria com a instituição desde 2015. Um hall destes índices está à disposição do investidor, mas em 2020, chama atenção o S&P/B3 Brasil ESG, índice correspondente aos critérios ambientais, sociais e de governança, atendendo demandas específicas de alguns investidores, principalmente aos mais qualificados do mercado internacional.

Quais são as vantagens em se operar com ações de índices?

Por si só, ações que compõem índices passaram pelo crivo da B3 e devem manterem-se vigilantes para continuarem nesta condição. Desta maneira, a bolsa de valores faz uma seleção prévia dentre as centenas de ativos e apresenta uma classificação de acordo com os critérios, sejam eles de valores dos papéis, segmento, governança e outros.

A grande vantagem de operar com ações que compõem os índices da B3 está relacionada à maior liquidez, o que traz maior facilidade em negociar. Esse fator é extremamente relevante para os investidores, principalmente aos adeptos às operações em day trade, que compram e vendem ativos no mesmo dia.

Outro detalhe está na possibilidade de comparar os ativos entre um mesmo índice ou índices diferentes, desta maneira é possível fazer um benchmarking da concorrência, avaliando de acordo com melhor desempenho ou outros critérios. A B3 tem total transparência quanto as empresas inseridas em cada índice, você pode conferi-las por aqui.

Dica Smartt

Dentre inúmeros ativos da bolsa de valores, os índices da B3 podem ser considerados como uma seleção já qualificada. O IBovespa tem destaque por ser o mais tradicional e  passar por revisões constantemente, o que o gabarita e o coloca como referência à avaliação do próprio mercado. Mas vale a pena conhecer mais índices no Brasil como IBrX-50, IBrX-100, índices de segmento e setoriais, entre outros. 


Ao operar ativos que compõem índices, o investidor depara-se com mais liquidez e pode qualificar suas operações acompanhando o comportamento do mercado financeiro e também as principais mudanças da Bolsa de Valores. Além disso, é possível fazer as análises comparativas entre os ativos dos índices. #SmarttBot: nossa tecnologia às suas ordens!

imagem: automatize seus trades com nossa plataforma - mascote botinho smarttbot e imagens de candles em um balão de fala