Que custos devo considerar para fazer day trade?

Sincronize seus trades com um profissional - Saiba mais

Pontos-chave: 

  • Quando não administrados corretamente, os custos operacionais podem reduzir ou até mesmo comprometer o lucro dos investidores. 
  • No day trade não há isenção de imposto de renda, nem mesmo para operações que não ultrapassem o valor de R$20 mil por mês.
  • Os custos de corretagem são mais elevados quando a zeragem compulsória é acionada.

O cenário de juros baixos tem sido um importante incentivador para que os brasileiros sintam-se mais encorajados a caminhar pelo mercado de renda variável. De acordo com a B3, o número de novos investidores na bolsa de valores praticamente dobrou no último ano. Nesta parcela estão inclusos os adeptos ao day trade, que buscam ampliar seus lucros ao operarem durante o funcionamento de um dia da Bolsa de Valores. 

Para que as operações em renda variável sejam, de fato, lucrativas, especialmente no day trade, é importante ficar atento não somente às boas escolhas dos ativos financeiros, mas também aos custos envolvidos. Continue a leitura e conheça todas as taxas cobradas nessa modalidade de investimento, o que com certeza estimulará uma atuação mais profissional no mercado.

Você conhece as taxas existentes?

Quando o assunto é renda variável é comum que o foco esteja no potencial de retorno que essa modalidade de investimento é capaz de atingir. Mas para ter êxito nesse mercado, também é muito importante conhecer os custos operacionais envolvidos. Nas movimentações de compra e venda que acontecem no day trade, por exemplo, há a incidência de corretagem, emolumentos, taxa de custódia, ISS (Imposto Sobre Serviço), além de imposto de renda. Taxas que podem reduzir ou até mesmo comprometer o lucro dos investidores, por este motivo, é fundamental conhecê-las e administrá-las corretamente

Corretagem

Trata-se da taxa cobrada em todas as movimentações de compra e venda realizadas na bolsa de valores. Retida na fonte, ela é utilizada para remunerar o intermediador dessas operações, no caso bancos e corretoras, por isso pode variar de empresa para empresa. A corretagem é considerada como o principal custo nas operações em renda variável, como o day trade, e pode ser fixa ou variável.

No caso da corretagem fixa, o investidor pagará um valor fixo cobrado pela plataforma de investimentos utilizada, independente do volume negociado. Logo, quanto mais operações fizer, mais diluído será o seu custo. Já na corretagem variável, também conhecida como tabela bovespa, o valor cobrado varia conforme o volume negociado e é aplicada quando o investidor faz suas movimentações com o auxílio da mesa de operações.

Emolumentos

Assim como a taxa de corretagem, os emolumentos também incidem sobre todas as movimentações realizadas na bolsa, seja de compra ou venda. Desta vez, trata-se de uma cobrança realizada pela própria B3, baseada no volume financeiro negociado, tipo de investidor (pessoa física, clube de investimento, fundos) e no tipo de operação (buy and hold, day trade ou swing trade). No caso de operações de day trade, o valor cobrado diminui à medida que o volume negociado aumenta.

Taxa de custódia 

Trata-se da taxa cobrada mensalmente para manutenção e zelo dos ativos adquiridos na B3 pelo investidor. Sua cobrança é proporcional ao valor investido, sendo assim quanto maior for a posição em custódia, maior será o valor da taxa cobrada. Contudo, para fidelizar e conquistar novos clientes, muitas plataformas de investimentos têm assumido este custo e proporcionado aos seus investidores a “taxa zero”.

ISS, o Imposto sobre Serviço

O Imposto Sobre Serviço é um tributo de caráter municipal que incide sobre os serviços prestados, neste caso, a corretagem. Por este motivo, seu pagamento ocorre junto a taxa de corretagem. O percentual utilizado na cobrança tem como referência o estado de São Paulo, onde está sediada a B3, e limita-se a 5% sobre o valor da corretagem. No caso das corretoras que zeram a taxa de corretagem para seus clientes, estes ficam isentos também do ISS.

Imposto de renda para day trade: como funciona?

Contrário ao que muitos pensam, no day trade não há isenção de imposto de renda, nem mesmo para operações que não ultrapassem o valor de R$20 mil por mês. Neste tipo de operação, o lucro é tributado à alíquota de 20% independente do valor obtido, além dos custos operacionais mencionados acima. Neste caso, como não há recolhimento direto na fonte, o investidor deve recolher o imposto por meio da emissão do DARF (Documento de Arrecadação de Receita Federal) até o último dia útil do mês subsequente à operação. 

Custo de ordens de zeragem compulsória no day trade: o que é?

A zeragem compulsória é o encerramento automático de posições alavancadas em day trade que já atingiram o limite de garantia disponível ou que não foram finalizadas pelo investidor dentro do horário limite para negociação, antes do fechamento do mercado. Ela funciona como um controle de risco para evitar que o investidor fique com saldo negativo e torne-se um devedor para a plataforma de investimentos utilizada. Por isso, os custos de corretagem são mais elevados quando a zeragem compulsória é acionada.

Como garantir os lucros trabalhando como day trader?

Para garantir a lucratividade das operações é fundamental que o day trader tenha um planejamento e nele não esqueça de considerar as taxas existentes nesta modalidade de investimento. Conhecer e entender os custos envolvidos nas operações é tão importante quanto fazer uma boa seleção de ativos. Quando não administrados corretamente, os custos podem minar todo lucro do investidor, evitando assim que ele tenha sucesso em seus resultados. Além disso, cabe ao day trader ter um bom controle das operações, monitorando diariamente a quantidade e o tamanho de suas posições, sem esquecer de cravar margens de prejuízos, utilizando principalmente os stops.

Dica Smartt

Não restam dúvidas de que o mercado de renda variávelé uma verdadeira tentação aos investidores que aceitam uma exposição maior ao risco em prol da possibilidade de conquistar maiores retornos. Para isso é essencial que os investidores tenham cuidado com os custos envolvidos, evitando que eles impactem no resultado final. Uma alternativa para otimizá-los está no uso de robôs. Ao automatizar sua estratégia, o investidor terá mais tempo para monitorar suas operações, identificar possíveis gargalos e providenciar os ajustes necessários, além de retirar todo viés emocional das operações. #SmarttBot: nossa tecnologia às suas ordens!

imagem: automatize seus trades com nossa plataforma - mascote botinho smarttbot e imagens de candles em um balão de fala