Day trade, swing trade e buy and hold: qual a estratégia adequada para você?

Sincronize seus trades com um profissional - Saiba mais

Pontos-chave: 

  • O day trade aproveita das flutuações diárias de preços no mercado de ações, opções e/ou contratos futuros, em busca de garantir lucros no curtíssimo prazo.
  • No swing trade as operações não são iniciadas e encerradas no mesmo pregão. Sendo assim, é destinado ao curto e médio prazo.
  • O buy and hold, também conhecido como position, visa o ganho no longo prazo, seja na valorização do ativo ou no recebimento de rendimentos através de dividendos e outros proventos.
  • A melhor estratégia sempre será a que mais atende às necessidades e objetivos do investidor, muitas vezes sendo interessante utilizar mais de uma delas ao mesmo tempo.

Nos últimos anos a busca por melhores retornos fez muitos brasileiros deixarem o medo de lado e ir em busca de opções mais rentáveis de investimentos. Se investir em ações antes era algo reservado para poucos, hoje o número de investidores na bolsa brasileira cresceu exponencialmente. Contudo, ainda é comum nos depararmos com dúvidas sobre qual estratégia utilizar para obter os melhores rendimentos. Por isso,elaboramos esse material sobre as principais modalidades em renda variável, continue a leitura e entenda como cada uma pode contribuir para um melhor retorno de seus investimentos.

Day trade: o que é e como funciona?

O day trade é uma modalidade de negociação que aproveita das flutuações diárias de preços no mercado de ações, opções e/ou contratos futuros, em busca de garantir lucros no curtíssimo prazo. Como são iniciadas e encerradas no mesmo dia, o investidor não tem a preocupação de como o mercado amanhecerá no dia seguinte, se haverá ou não um gap de abertura.

Para aumentar seu nível de assertividade nas operações, é fundamental que o day trader tenha uma estratégia bem definida, além de muita disciplina. Dominar a técnica escolhida para operar, assim como contar com setup seguro e eficaz também reflete diretamente no resultado. Não ter um planejamento claro, com regras preestabelecidas de entrada e saída das posições e utilização de stops para gerenciamento de riscos, fará com que o trader fique refém das suas emoções, o que pode resultar em falhas no processo de investimento.

Por ser um tipo de operação rápida, com liquidez, alto potencial de lucratividade no curto prazo, em que é possível utilizar investimentos em renda fixa (como CDBs ou títulos do tesouro direto) como margem de garantia e ainda permite alavancagem, é comum que investidores fiquem muito atraídos pelo day trade. Contudo, é sempre importante reforçar que esta modalidade envolve altos riscos e pode resultar em prejuízos, por este motivo é destinada aos que possuem perfil agressivo. 

Swing trade: o que é e como funciona?

Também refere-se a um tipo de negociação que busca aproveitar das movimentações do mercado de renda variável, porém, diferente do day trade, no swing trade as operações não são iniciadas e encerradas no mesmo pregão. Nessa modalidade, é possível manter as posições por um período maior de tempo, desde um dia para o outro até períodos mais longos como, por exemplo, algumas semanas. Sendo assim, ele é destinado ao curto e médio prazo.

Se no day trade o investidor tenta se antecipar aos movimentos do mercado, no swing trade ele pode acompanhar a formação da tendência ao longo de dias e aguardar sua confirmação. Por este motivo, muitos consideram que esse tipo estratégia possui um menor nível de exposição ao risco, o que pode evitar perdas desnecessárias e assim aumentar o potencial de ganho nas operações.

Entretanto, ainda que o swing trade não exija movimentos de curtíssimo prazo, isso não significa que os riscos envolvidos serão menores, tampouco que não haverá grandes prejuízos. Na realidade, em momentos de alta volatilidade, por exemplo, esse tipo de estratégia fica exposta aos gaps de abertura do mercado. Entre um dia e outro podem haver notícias que causem mudanças violentas no preço dos ativos, elevando os riscos da operação e exigindo ainda mais calma, equilíbrio, disciplina e racionalidade por parte do trader. 

Buy and hold: o que é e como funciona?

Nem curto, nem médio prazo, diferente das outras modalidades apresentadas neste material, o buy and hold, também conhecido como position, visa o ganho no longo prazo, seja na valorização do ativo ou no recebimento de rendimentos. De forma prática, o investidor adquire uma ação e a mantém por um período indeterminado. Nesse caso, o ativo permanecerá na carteira enquanto estiver contribuindo de forma satisfatória. Por este motivo, as escolhas devem ser criteriosas e frequentemente revisadas.

Utilizado por grandes nomes do mercado financeiro, como Warren Buffett, no buy and hold as escolhas são baseadas na qualidade das empresas e não na volatilidade do mercado. Para isso, utiliza-se a análise fundamentalista no processo de seleção dos ativos. Analisar informações como valor da empresa no mercado, balanço patrimonial, grau de endividamento, potencial de crescimento, dentre outras, são determinantes no processo de tomada de decisão. 

Se comparada ao trade, por exemplo, é um tipo de operação que envolve menos riscos. O que não significa que o trader ou investidor não deve preocupar-se. É importantíssimo fazer um acompanhamento constante dos ativos escolhidos e avaliar se seus fundamentos seguem sólidos e se as ações permanecem com potencial de valorização. Além disso, os custos operacionais nessa modalidade são mais baixos, uma vez que a quantidade de movimentações é menor. 

E agora, qual a melhor estratégia?

Depende! A melhor estratégia sempre será a que mais atende às necessidades e objetivos do investidor. Embora as três aqui apresentadas estejam diretamente ligadas ao risco, elas não necessariamente competem entre si. Na verdade, Day trade, swing trade e buy and hold são formas distintas de se posicionar e capturar os diferentes movimentos do mercado. Por isso é possível utilizar as três simultaneamente e assim ter uma carteira diversificada, capaz de se beneficiar dos movimentos de curto, médio e longo prazo.

Dica Smartt

Agora que você conhece e sabe como funcionam essas três estratégias, chegou a hora de definir como utilizá-las para aproveitar ainda mais as oportunidades disponíveis no mercado. Se achar necessário, utilize o simulador para treinar suas habilidades sem correr nenhum risco financeiro.


A tecnologia é uma importante aliada nesse processo. O uso de robôs para executar as operações, além de reduzir a incidência de erros, retira o viés emocional na tomada de decisão e ainda otimiza seu tempo. Além disso, torna o processo mais disciplinado e gera resultados mais consistentes. Considere as soluções automatizadas como um diferencial que trará ainda mais retorno em seus investimentos. #SmarttBot: nossa tecnologia às suas ordens!

imagem: automatize seus trades com nossa plataforma - mascote botinho smarttbot e imagens de candles em um balão de fala