Excesso de confiança: saiba como ele pode te impedir de ter sucesso nos investimentos

Sincronize seus trades com um profissional - Saiba mais

Pontos-chave: 

  • Viéses comportamentais funcionam como uma espécie de “atalhos mentais” capazes de induzir investidores ao erro sem que eles sequer percebam.
  • A confiança excessiva de alguns investidores em seus próprios conhecimentos e opiniões faz com que superestimem suas habilidades, acreditando que possuem capacidade analítica acima da média.
  • Em operações de day trade, é comum que a euforia e o excesso de confiança induzam o investidor a cometer erros que podem resultar em perdas significativas.
  • O uso de robôs na execução de operações é uma opção para neutralizar o excesso de confiança no processo de investimento.

O perfil do investidor brasileiro tem mudado consideravelmente nos últimos anos. De acordo com a ANBIMA – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, em 2018, cerca de 88% dos investidores tinham a poupança como principal destino para suas economias. Já em 2020, mesmo passando por um cenário de crise, dados fornecidos pela B3 mostram que o número de CPF’s inscritos na bolsa de valores praticamente triplicou nos últimos 2 anos. 

Estes novos investidores que iniciam suas trajetórias na bolsa de valores já deram o primeiro passo, mas agora devem continuar aprendendo, amparando-se em tecnologias ideais para a bolsa de valores, não agindo pela emoção. Uma performance de sucesso depende muito pouco do feeling, ao contrário do que muitos podem pensar, mas sim de uma postura analítica com tomadas de decisão rápidas e precisas. Neste material abordaremos sobre os efeitos da confiança no processo de investimentos. Continue a leitura e entenda como esse viés comportamental pode impactar os resultados. 

Você sabe o que é viés comportamental?

Vieses comportamentais são uma espécie de ‘atalho mental’ capaz de induzir investidores ao erro sem que eles sequer percebam. Como uma espécie de armadilhas do cérebro, os vieses influenciam no processo de tomada de decisões e por este motivo impactam diretamente no resultado. Isso mostra que escolhas nem sempre são pautadas apenas em evidências, mas também em fatores emocionais. 

Desde a publicação do trabalho dos psicólogos israelenses Kahneman e Tversky, em 1972, acerca da Teoria das Perspectivas, que trata sobre a aversão à perda, novos estudos sobre finanças comportamentais foram desenvolvidos e com isso descobertos diferentes vieses que refletem nas decisões dos investidores. Dentre eles está o excesso de confiança, também conhecido como overconfidence.

Esse viés traduz a confiança excessiva de alguns investidores em seus próprios conhecimentos e opiniões. Normalmente, eles tendem a superestimar suas habilidades, acreditando que possuem capacidade analítica acima da média e  que suas escolhas serão sempre assertivas. Neste caso, eventuais erros são atribuídos a fatores externos. 

Como funciona e quais os efeitos do excesso de confiança nos investimentos?

O aumento no acesso às informações tem feito com que muitos investidores sintam-se mais seguros em suas tomadas de decisões. Contudo, o que nem todos consideram é que tão importante quanto ter domínio sobre os assuntos relacionados ao mercado financeiro, é ter equilíbrio emocional. De acordo com Flávio Lemos, um dos dos principais nomes da análise técnica no Brasil, o autoconhecimento é um dos motivos pelos quais cerca de 95% dos investidores iniciantes acumulam perdas logo em seu primeiro ano de operações na bolsa de valores. 

Segundo o pesquisador Terrence Odean, traders excessivamente confiantes tendem a fazer mais operações, por se proclamarem melhores no processo de seleção das ações, assim como na escolha dos momentos de entrada e saída de uma posição. Em sua pesquisa, Odean constatou ainda que esses traders acumulavam rendimentos significativamente menores, o que nos mostra que fazer mais operações não necessariamente está intimamente ligado a um maior nível de retorno.

Caso a euforia e o excesso de confiança acompanhem os resultados positivos, existe a chance de que o investidor não enxergue e reflita sobre as decisões e acabe por repetir erros que resultam, muitas vezes, em perdas consideráveis. Isso acontece pelo simples fato de que durante o processo de investimento, variáveis importantes, tais como risco envolvido, tamanho da posição, diversificação, são, geralmente, subestimadas, já que o investidor tende a ser excessivamente confiante sobre as teses de suas aplicações.

Como evitar o excesso de confiança?

O primeiro passo para evitar o viés do excesso de confiança é ter consciência de que ele existe. Prezar pela qualidade e confiabilidade das informações levantadas é igualmente importante, uma vez que elas serão utilizadas no processo de tomada de decisão. Reconhecer as limitações do investidor e identificar os pontos de melhoria em suas estratégias também auxiliam nesse processo, afinal erros são possíveis e devem ser compreendidos, não ignorados. 

Uma outra alternativa para neutralizar o excesso de confiança está na automação dos processos. O uso de robôs na execução de operações no mercado financeiro tem sido cada vez mais comum nos últimos anos, havendo diversos tipos de soluções, desde robôs investidores, focados em carteiras de longo prazo, até robôs traders, para ganhos rápidos porém com risco maior. Quando associados a estratégias bem definidas, as soluções automatizadas tendem a apresentar um elevado índice de sucesso. A automatização é uma forma de seguir com disciplina regras pré estabelecidas, sem ter que se preocupar com o fator emocional, mostrando-se como uma opção rápida, segura e precisa.

Excesso de confiança no day trade: como ter uma performance mais profissional 

As operações de day trade são aquelas realizadas ao longo de um único pregão e visam negociar os ativos financeiros de maneira rápida para obter lucros com pequenas movimentações do mercado. Geralmente seus operadores especulam utilizando alavancagem para maximizarem seus resultados com o volume negociado. Devido ao perfil de risco associado a esta modalidade de investimento, os vieses comportamentais devem receber ainda mais atenção.

O recomendável é que o trader cerque-se de criar uma blindagem para que sua influência emocional esteja sob controle e sua atuação seja cada vez mais analítica e racional. É preciso delimitar estratégias, ter objetivos claros e táticas que permitam entradas e saídas de operações em momentos oportunos. O excesso de confiança não é bem-vindo ao day trade, pois pode ocasionar prejuízos em cascata que comumente levam a sérios problemas financeiros e também à saúde mental do investidor.

O gerenciamento de risco é importantíssimo por meio da definição de valores prévios a serem alcançados, principalmente os stops, para que o acúmulo de prejuízos não alcance o ponto de zerar as margens de garantia e até mesmo liquidar as operações do investidor. Nos dias atuais, as soluções automatizadas são acessíveis até mesmo aos operadores iniciantes, mesmo que negociem baixos valores. 

A escolha de um robô para automatizar suas operações deve ser vista como um investimento, pois além de poupar o estresse e a exaustão de quem trabalha em day trade, possibilita que uma operação devidamente assertiva possa ser replicada incontáveis vezes, potencializando assim os lucros do investidor.

Dica Smartt

Os lucros advindos de operações vencedoras podem chegar acompanhados do excesso de confiança. E é exatamente aí que mora o perigo, portanto, o investidor deve redobrar o cuidado e a atenção. Fazer uma análise imparcial desse resultado pode ser uma forma de avaliar se a estratégia foi, de fato, vencedora e teve uma boa gestão de risco, além de avaliar quais foram as táticas utilizadas e se podem ser reutilizadas em outra ocasião semelhante. Provavelmente, se fizer isso frequentemente, você irá verificar que teve uma atuação muito mais assertiva no trade do que simplesmente uma inspiração ou sorte.

Ao investidor cabe o entendimento que mais importante do que fazer muitas operações, é ter a certeza que seu ganho médio está maior que a sua perda média, além de ter mais assertividade diante do objetivo proposto. A diversificação do portfólio também deve ser lembrada como uma opção interessante para evitar riscos desnecessários.

Por fim, contar com o auxílio de um robô para execução de suas ordens, além de excluir os vieses comportamentais, permitirá a otimização do seu tempo, assim como manter o controle de risco e reduzir a incidência de erros. A automatização possibilita que você acompanhe o mercado sem comprometer a consistência dos seus resultados. #SmarttBot: nossa tecnologia às suas ordens!

imagem: automatize seus trades com nossa plataforma - mascote botinho smarttbot e imagens de candles em um balão de fala