Mercado à vista e mercado futuro: conheça as diferenças

Sincronize seus trades com um profissional - Saiba mais

Pontos-chave: 

  • O mercado futuro parte da negociação de contratos de compra e venda em datas futuras, em que os preços dos ativos são ajustados diariamente.
  • No mercado futuro é possível investir em ativos financeiros como dólar, mas também em commodities como o café e o milho.
  • Os contratos futuros podem ser utilizados como estratégia para hedge, especulação e a arbitragem; cada um com objetivo e nível de risco diferentes.
  • Ao operar no mercado futuro, é importante que o trader entenda o funcionamento do ajuste diário dos contratos, além da nomenclatura utilizada nos códigos.

Com o fortalecimento do mercado de capitais no Brasil e do cenário de queda nos juros das aplicações de renda fixa, os investidores têm cada vez mais buscado novas opções de investimentos, entre elas o mercado futuro, que tem atraído cada vez mais atenção. Acompanhe abaixo um guia com conceitos importantes para entender esse importante mercado.

O que é mercado futuro?

Pode confiar no entendimento literal da expressão mercado futuro. Realmente, trata-se de um termo para definir a negociação de contratos de compra e venda em data futura de ativos financeiros. 

Regulamentado pela bolsa de valores, no mercado futuro, há especificação que o trade opera em derivativos, ou seja, instrumentos financeiros em que seu preço deriva (depende) do preço de algum outro ativo.

Então quando o trader opera em mercado futuro, ele não compra e nem vende arroba, saca ou outra similaridade, mas sim contratos em que se comprometem com os valores de compra e venda acertados. Porém é importante ressaltar que os preços são ajustados diariamente. Commodities como café e milho muitas vezes entram no hall de ativos negociados no mercado futuro, assim como o dólar, a moeda mais utilizada no comércio internacional.

Um detalhe importante sobre o funcionamento do mercado futuro é a margem de garantia. Ela funciona como uma espécie de caução que o investidor deve depositar para poder operar contratos futuros. Essa margem é utilizada em caso de eventuais prejuízos que a operação pode gerar.

Mercado futuro é considerado uma evolução do mercado a termo (outro instrumento derivativo bastante conhecido), pois a implementação do ajuste diário possibilitou uma proteção para o próprio mercado e para o investidor. Além disso, no mercado futuro, é possível encerrar o contrato antes da data estimada e negociar os ativos no mercado secundário.

Pela sua flexibilidade e boa liquidez, o mercado futuro tem conquistado um contingente crescente de investidores que buscam diversificação e formas de aplicar seu dinheiro. Os mini-contratos se apresentam como uma forma de investir no mercado futuro com menos recursos.

Qual a diferença entre mercado à vista e mercado futuro?

Ao optar pelo mercado à vista, o trader precisa desembolsar uma certa quantia de dinheiro para comprar o ativo, ou recebendo imediatamente ao realizar sua venda. Quem opta por negociar no mercado futuro aceita fazer parte da negociação a prazo. Isto significa que o trader fará a compra ou venda do ativo de acordo com os valores pré-datados para dia estipulado ao encerramento do contrato. É o chamado momento da liquidação do ativo. 

Usos do Mercado Futuro

É possível operar o mercado futuro de três formas: hedge, arbitragem e especulação.

  • Hedge: O objetivo do investidor que opera o mercado futuro como hedger é de proteção. Um exemplo dessa aplicação é um investidor que tenha ações no mercado à vista e quer se proteger de possível queda nos preços com a venda de um contrato futuro. Desta forma, caso a bolsa caia, suas perdas serão compensadas pela venda do contrato futuro.
  • Especulação: Em contraponto ao hedger que busca apenas proteção, temos também o especulador que toma uma posição com o objetivo de obter retorno com a variação dos preços, ao mesmo tempo em que acaba gerando liquidez no mercado. É o especulador quem toma o risco dos hedgers.
  • Arbitragem: Operações que buscam lucrarem com eventuais distorções nos preços, contribuindo com a eficiência do mercado e também com liquidez. A diferença do arbitrador para o especulador reside no nível de risco, bem inferior que dos especuladores, já que ao invés de apostar na alta ou queda do ativo, o arbitrador apenas busca lucrar com divergências de preço entre o mercado à vista e futuro, ou entre diferentes mercados (brasileiro e europeu, por exemplo).

Ajuste diário: uma proteção para o investidor e para o mercado

Como o próprio nome indica, temos na B3, um sistema automatizado que realiza ajustes financeiros da posição, diariamente, em quem opera mercado futuro. Esse é um mecanismo de proteção que afeta os investidores que dormem posicionados, ou seja, não se aplica aos day traders (que iniciam e terminam a operação no mesmo dia).

Com base no preço de ajuste do dia é calculado o acerto financeiro: se for positivo, o valor é creditado na conta e se for negativo, o valor é debitado. Esse mecanismo é uma proteção para eventuais inadimplências já que todo dia há o “ajuste” à posição financeira seguindo o andamento do contrato futuro. É como se diariamente, você tivesse o resultado financeiro em sua conta.

Custo e risco envolvido

O custo para operar no mercado futuro varia de acordo com a corretora escolhida, mas em linhas gerais, apresenta valor de corretagem menor que operações no mercado à vista. Em algumas corretoras, o custo chega a ser zero caso o cliente opte por utilizar o sistema de RLP. Já o risco mais relevante envolvido nos contratos futuros é referente à alavancagem, em que os ganhos são potencializados, mas também são os eventuais prejuízos.

Nomenclaturas  

Para operar nesse mercado é fundamental conhecer a nomenclatura de cada contrato, vamos focar no texto em dois ativos principais (índice e dólar) e em seus respectivos contratos e códigos.

AtivoCódigo
DólarDOL
Mini DólarWDO
IbovespaIND
Mini ÍndiceWIN

Além do código que se refere ao ativo, a nomenclatura também considera o mês de vencimento do contrato futuro conforme a seguinte tabela:

Mês VencimentoLetra
JaneiroF
FevereiroG
MarçoH
AbrilJ
MaioK
JunhoM
JulhoN
AgostoQ
SetembroU
OutubroV
NovembroX
DezembroZ

Dica Smartt 

O mercado futuro é mais um recurso para o investidor, sendo multifuncional: para proteção de outras posições, para especulação, possibilidade de alavancagem e sendo acessível com os mini-contratos. Utilize para minimizar suas perdas ou para maximizar os retornos com a alavancagem permitida por este mercado.

Soluções automatizadas podem operar em mercados futuros, principalmente via day trade. Para isto, é preciso definir bem a estratégia e configurar um robô de acordo aos objetivos. Com a capacidade muito elevada de operar, o trade pode ter ganhos reais na arbitragem e especulação, além de maximizar a proteção com o hedge. 

A SmarttBot oferece diversas soluções automatizadas que possibilitam operar contratos futuros com vários trades diários, com stops de ganho e perda definidos a partir de uma análise da volatilidade do mercado. SmarttBot, nossa tecnologia às suas ordens!

imagem: automatize seus trades com nossa plataforma - mascote botinho smarttbot e imagens de candles em um balão de fala