O que é e como funciona a arbitragem financeira

Sincronize seus trades com um profissional - Saiba mais

 Pontos-chave:

  • No mercado financeiro, a estratégia de arbitragem pode proporcionar operações lucrativas, principalmente aos operadores de day trade.
  • Arbitragem é considerada uma operação que visa buscar lucros com a compra e vendas de ativos com distorções de preços, preferencialmente sem que o investidor utilize o seu próprio capital.
  • Por se tratar de uma estratégia geralmente com baixo risco, as possibilidades de arbitragem costumam se fechar rapidamente.
  • É possível potencializar os ganhos da arbitragem com a configuração de um robô trader que identifica rapidamente as diferenças de preços e chances de lucro.

A arbitragem é uma prática entre os investidores que analisam as movimentações de preços dos ativos financeiros e buscam realizar operações lucrativas. Nos dias atuais, arbitrar torna-se um desafio diante da agilidade dos mercados e da rápida equalização do valores negociados.  Neste texto você conhecerá exemplos de arbitragem e como as soluções automatizadas são os recursos ideais para quem busca se beneficiar com as distorções do mercado. 

O que é arbitragem e para que serve?

Provavelmente, você já ouviu este termo. Na área jurídica, a arbitragem visa a conciliação entre duas ou mais partes antes que a questão vá aos tribunais. No Brasil, o nome árbitro também é bem conhecido nos campos de futebol, pois é comum entre as disputas de esporte ter um profissional gabaritado para prestar atenção aos times e resolver os conflitos que possam acontecer.

Apesar das particularidades, a arbitragem no mercado financeiro também envolve a intermediação entre as partes, só que neste caso com o objetivo explícito de realizar operações lucrativas. Mais formalmente temos que a definição para arbitragem é a compra e venda de ativos, buscando lucros com a diferença entre os preços.

A arbitragem, quando é uma operação bem-sucedida, aproveita-se da distorção do mercado, isto significa que quando o trader reconhece um movimento atípico dos preços dos ativos, ele deve operar depressa em busca de mais e melhores resultados. Esta tática geralmente é viável por um tempo reduzido, pois rapidamente mais operadores percebem a oportunidade, o que acaba equalizando novamente os preços pelo volume de operações – o que torna a arbitragem ineficaz. 

Sendo assim, são comuns as informações que a distorção do mercado é momentânea e a arbitragem impermanente. É preciso expertise e agilidade ao trader para que esta operação resulte em operações lucrativas. 

Para entender melhor: um exemplo de arbitragem para o day trade

O uso da arbitragem no day trade poderá alavancar os ganhos, pois buscam variações de preços entre os ativos nos intervalos de um dia na Bolsa de Valores. Perceba esta hipotética situação, que trata-se de um exemplo bem simples para melhor compreensão sobre o que é a arbitragem. 

Um investidor encontra uma variação de preços nas ações de Petrobras. No mercado a vista, a PETR4 é cotada a R$ 20,00, enquanto no mercado futuro está cotada em R$ 24,00. Para se aproveitar dessa distorção de preços, o arbitrador compra o ativo à vista e vende o futuro, travando assim um lucro de R$4,00 por ativo na operação..

Perceba que se o day trader operar com aluguel de ações, ele ainda pode obter os lucros sem ter seus recursos próprios. Existe chance desta ser uma operação bem-sucedida e com mínimos riscos.

Conheça as diferentes formas de arbitragem:

Arbitragem Cambial: Neste tipo de operação, o arbitrador busca lucrar com a diferença de preços entre moedas. A arbitragem cambial pode ser realizada de diversas formas, sendo a mais comum delas a arbitragem triangular. Imagine que um dólar custa cinco reais e que um peso argentino custa dois reais, porém um dólar custe apenas dois pesos. Para se aproveitar desta distorção do mercado, o arbitrador compraria pesos e então trocaria por dólares, finalizando a operação vendendo os dólares por reais. O nome desse tipo de operação é arbitragem triangular pois há três pares de moedas envolvidos na estratégia.  

Arbitragem de Futuros: Mesmo sem ter a diferença cambial, é possível obter lucros na arbitragem com o mercado futuro. Por meio de uma análise precisa e através de contratos futuros, o trader busca uma operação lucrativa de compra e venda de ativos buscando ganhar com a oscilação dos preços de mercado praticados atualmente e sua expectativa futura.  Como na operação com Petrobrás e seus contratos futuros que exemplificamos acima, o arbitrador compra no mercado à vista e vende os futuros, ou vice-versa, se aproveitando das diferenças entre os preços. Por ser uma operação bastante segura, geralmente a diferença entre o preço à vista e futuro tende a convergir para a taxa de juros livre de risco (no Brasil, a taxa Selic), mas caso essa diferença seja maior, pode haver espaço para o arbitrador entrar em ação.

Arbitragem de Ações: A qualificação das ações em preferências (PN) e ON (ordinárias) sobre a mesma companhia possibilitam algumas vezes diferenciação entre os preços das duas categorias. Se o trader captar estas distorções, ele é capaz de operar em arbitragem e alcançar lucros relevantes.

Arbitragem do mercado fracionário: Consideravelmente mais caro quando comparado à ação com lote cheio, justamente por ter mais liquidez, por vezes é possível comprar (ou vender) as ações no fracionário até adquirir 100 ações e vendê-las (ou comprar) no lote cheio. Dependendo de cada situação, pode haver distorções de preços, o que viabilizaria a arbitragem, mas não é uma regra. 

Arbitragem de ADRs: Os certificados de depósitos de valores mobiliários, mais conhecidos como ADR e BDR, são ativos com a particularidade de serem negociados em bolsas de valores de países nas quais não estão a sede da companhia. Através de um BDR, um investidor brasileiro pode investir na Apple, por exemplo, e através de um ADR, um americano pode comprar Vale. Investidores experientes podem utilizar deste recurso para arbitrarem. Por exemplo, ao identificar a distorção de preços entre ativos negociáveis da Petrobrás nos Estados Unidos com o preço das ações de negociadas no Brasil, o operador pode fechar uma compra e venda com lucro, preferencialmente no day trade.

A utilização dos robôs traders na arbitragem

Robôs traders têm papel fundamental na estratégia de arbitragem, pois com o seu uso é possível calibrar valores e projetar as operações desejáveis com rapidez. A velocidade de uma solução automatizada em encontrar distorções de preços é considerada humanamente impossível, o que traz muito mais precisão e agilidade para que a arbitragem aconteça no momento ideal, mesmo porque as oportunidades de arbitragem não costumam ser longas.

Sendo assim, optar por um robô é uma das principais vias de sucesso para um investidor adepto à arbitragem, principalmente quando ele é um day trader. O jeito assertivo da automatização levará a um número menor de operações com arbitragem, mas com reduzidas chances de ineficiência ou prejuízo. 

Conheça os riscos mais comuns em arbitragem

Há muita bibliografia sobre o baixo risco da arbitragem, mas mesmo que pequenos se comparado a outros tipos de operação, sempre há o risco de que alguma adversidade aconteça e impacte negativamente seus investimentos. Como os mercados tendem a equalizar muito rapidamente, o investidor pode perder o prazo para que sua operação de arbitragem seja exitosa e, se isto acontecer, não haverá lucros ou resultará até mesmo em prejuízos. 

Em um curto espaço de tempo, um ativo pode apresentar grandes variações de preços, que se por um lado podem ser atrativas para arbitragem, também podem apresentar alteração de liquidez. Ainda que mais raro, também há o risco de governança em que movimentos atípicos em que as ações ordinárias (ON) podem se tornar mais caras do que a ação preferencial (PN), o que poderiam inclusive atingir os dividendos. Para mitigar os riscos, também cabe a utilização de uma solução tecnológica que ao cravar os stops possa delimitar as perdas máximas por operação.

Dica Smartt 

Apesar do baixo risco da arbitragem, o trader deverá analisar sua operação de acordo com o seu perfil de investidor. Além disso, entender o quanto está disposto perder é importante para alcançar os resultados em suas operações, principalmente para quem busca uma atuação no day trade. A tecnologia é bem-vinda para delimitar as entradas e saídas, os stops e maximizar a taxa de acerto nas operações.

A arbitragem cada vez mais é considerada como uma operação lucrativa na medida que o investidor utiliza um robô para automatizar os processos. O uso desta tecnologia é caracterizado por operações de tempo cada vez mais curto, por isso só a automatização garante a eficiência necessária nas transações, capturando os ganhos exponenciais com as oscilações do mercado. #SmarttBot: nossa tecnologia às suas ordens!

imagem: automatize seus trades com nossa plataforma - mascote botinho smarttbot e imagens de candles em um balão de fala