Efeito de dotação: aprenda o que é e não deixe que ele atrapalhe seus investimentos

Sincronize seus trades com um profissional - Saiba mais

Pontos-chave: 

  • Um dos principais vieses comportamentais se refere a uma sobrevalorização do que possuímos em detrimento do que não temos, a esse efeito chamamos dotação ou posse.
  • O efeito de dotação pode ser observado no dia a dia dos traders, sendo um desafio identificá-lo e principalmente neutralizá-lo para ter sucesso nas operações.
  • A utilização de soluções automatizadas surge como alternativa para melhorar a performance do trader ao passo que consegue neutralizar diferentes vieses comportamentais que podem afetar o resultado das operações.

As finanças comportamentais são um campo de estudo recente, mas em franco crescimento. O princípio é que as tomadas de decisão, inclusive relacionadas às finanças, não são 100% racionais. O ser humano está sujeito aos vieses comportamentais que alteram a capacidade cognitiva e podem afetar a performance de um investidor. Leia a seguir tudo o que você precisa saber sobre o efeito de dotação, um viés comportamental que pode ser neutralizado, e assim maximizar as chances de lucro em seus investimentos.

O que significa efeito de dotação?

Da tradução literal de endowment effect, o efeito de dotação refere-se ao apego exagerado das pessoas em seus bens, o que por sua vez gera uma superestimação do patrimônio, incompatível ao valor real de mercado.

Este comportamento reflete muitas vezes o significado simbólico e emotivo do capital próprio, que pode ter sido oriundo de herança ou fruto de muito esforço. A popular frase “não há dinheiro no mundo que pague” provavelmente é um forte indício de uma pessoa tomada pelo efeito de dotação.

Em um experimento realizado no passado, os estudiosos em finanças comportamentais, Daniel Kahneman (que recebeu o prêmio Nobel de economia) e Amos Tversky realizaram uma pesquisa empírica sobre o efeito de dotação. Eles orientaram dois grupos, sendo que um deles recebia canecas de presente imediatamente, enquanto o outro grupo recebia as canecas somente após o preenchimento de um questionário. No próximo momento colocaram à disposição a possibilidade da troca entre canecas por chocolates nos dois grupos.

No fim, o primeiro grupo trocou canecas por chocolates em um número muito maior que o primeiro e o período para a tomada de decisão foi muito mais rápido. Este comportamento revela que após um esforço, por menor que seja, as pessoas tendem a dar um valor subjetivo à sua propriedade. Entendimentos sobre conquista, apego e sentimento estão intrínsecos quando falamos sobre efeito de dotação.

O viés psicológico leva a pessoa a tomar decisões pela emoção e optar por posições irracionais e, muitas vezes, desvantajosas.  Dessa forma, podemos dizer que o efeito de dotação é o preço do nosso apego a determinado item, por isto ele também é conhecido como efeito de posse, sendo um dos viéses comportamentais mais estudados dentro da economia comportamental. 

O efeito de dotação também acontece no mercado de capitais, enviesando assim a performance do investidor e, provavelmente, com impacto negativos ao resultado de suas  operações. 

Quais são os impactos dos efeitos de dotação nos investimentos?

Ao optarmos pelos investimentos, o efeito de posse passa a ser ainda mais complexo, pois a atribuição de um valor indevido a um ativo prejudica as suas chances de negociações, podendo impedir a realização de operações lucrativas ou até mesmo gerar prejuízos. 

Em geral, um investidor quando está sob o efeito de dotação tende a superestimar o preço de seu ativo em comparação com os demais que não fazem parte de sua carteira. Este comportamento impacta diretamente na diversificação do portfólio, técnica tão importante para amenizar os riscos e ter uma performance mais profissional, seja em operações de swing trade ou day trade. 

O efeito de dotação, enquanto viés comportamental, pode levar o investidor a tomar uma decisão pela emoção, e sendo assim há grandes possibilidades dele romper com seu planejamento inicial e não alcançar os objetivos e metas financeiras. A neutralização do efeito de posse é um passo a mais para seguir com a estratégia e realizar operações lucrativas.

A explicação para o efeito de dotação é que atribuímos um valor emocional ao ativo. Também temos aqui um viés de status quo, preferindo permanecer como se está do que realizar alterações em sua alocação. 

Exemplos de efeitos de dotação em operações de day trade.

No universo das operações de day trade, que são iniciadas e finalizadas no mesmo dia, o efeito de dotação tem um potencial perigoso, aumentando desnecessariamente os riscos e reduzindo ganhos ao gerar perdas de oportunidades.

Um exemplo do efeito de dotação nas operações de day trade é o apego constante na posição perdedora de uma operação, na expectativa de que os preços irão se recuperar para patamares anteriores. Ao relutar em encerrar esta operação, o trader pode acumular perdas e amargar prejuízos.

O resultado proveniente da tomada de decisão enviesada pelo efeito de dotação pode ser prejudicial por não encerrar a operação na hora correta, mas também no “custo de oportunidade” em que o investidor acaba perdendo uma outra operação que poderia ser mais lucrativa.

Qual é a relação entre efeito de dotação e aversão à perda?

As finanças comportamentais utilizam de noções de psicologia para esclarecer as reações dos investidores diante das suas habilidades em gerir os recursos financeiros e ganharem mais.  Seus principais pesquisadores foram Daniel Kahneman e Amos Tversky, uma dupla que deixou um legado científico ao afirmarem que as emoções afetam as decisões humanas.

Vieses comportamentais foram comprovados pelos pesquisadores e a as noções de psicologia passaram a ser um assunto cada vez mais sério e presente para quem pretende realizar boas negociações no mercado financeiro.

Efeito de dotação e aversão à perda são vieses comportamentais e fazem parte do campo de estudo de finanças e investimentos. Com cada vez mais atenção, é preciso entender a influência emocional nas operações e buscar neutralizar seus efeitos.  

O efeito de dotação é marcado pela sobrevalorização dos ativos e da posição, gerando uma diferença na percepção do seu valor, isto dificulta novas operações que podem ser mais vantajosas e lucrativas. Enquanto isso, o efeito da aversão à perda define como o investidor lida com potenciais prejuízos atribuindo a elas um peso maior do que a possibilidade dos ganhos, isto porque o impacto emocional da perda é maior e registra memórias que podem paralisar o investidor. 

Nem sempre é fácil identificar estes vieses comportamentais, bem como ter o controle emocional necessário para seguir com o planejamento financeiro e a estratégia de investimento montada. Por isto, soluções tecnológicas podem ajudar: ao automatizar as operações, o investidor opta pelo distanciamento necessário e configura entradas e saídas no momento oportuno, bem como delimita prejuízos máximos tolerados.

Dica Smartt 

Um grande desafio envolvido nas operações de trade é exatamente o efeito de posse, em que pode ocorrer uma dificuldade em se desfazer da operação, seja pelo trader estar em uma zona de conforto ou por acreditar que haverá uma recuperação dos preços. Nesses casos, o risco maior para o investidor é que sob o efeito de dotação, ele acabe procrastinando seu encerramento mesmo indo ao contrário do que mandaria sua estratégia.

Um benefício da automação das operações reside exatamente na neutralização do efeito de dotação ou posse: com os pontos de stops já estando preestabelecidos, a operação é encerrada quando o patamar de preços parametrizado é atingido. Com soluções automatizadas, os viéses comportamentais são controlados, agregando disciplina para que as estratégias definidas sejam efetivamente executadas. #SmarttBot: nossa tecnologia às suas ordens.

imagem: automatize seus trades com nossa plataforma - mascote botinho smarttbot e imagens de candles em um balão de fala